sábado, 28 de janeiro de 2012

Oscar 2012 - Curtas


Na última terça-feira, foi dada a largada para o maior evento cinematográfico do ano. Algo fútil para a grande maioria dos mortais, cult para os novos intelectuais. Porém, para uma seleta porção, os cinéfilos, é quase como um feriado.

Mas devo confessar que, de alguns anos para cá, assisto apenas pelo prazer de acertar as apostas. Bom, tudo ao seu tempo. Hoje, falarei e mostrarei os 5 escolhidos ao prêmio de uma das minhas categorias favoritas: Melhor Curta de Animação. Vamos a eles:


Dimanche (Domingo)
Direção: Patrick Doyon
Canadá – 10min

Um dos candidatos do Canadá (mais precisamente, do lado francês do país), Dimanche conta a história de um garoto entediado durante uma reunião de adultos que resolve colocar uma moeda no trilho do trem para ver o que acontece. Um estilo bem rústico e simplório, lembrando desenhos da década de 1940.




The Fantastic Flying Books of Mister Morris Lessmore (Os fantásticos livros voadores do Sr. Morris Lessmore)
Direção: William Joyce e Brandon Oldenburg
Estados Unidos – 15min

Baseado na tragédia do furacão Katrina e na história do Mágico do Oz, entre outras, é o curta mais sensível dos cinco. Um relato alegórico sobre os poderes de cura que os livros possuem. De longe, é meu favorito ao prêmio.




La Luna (A lua)
Direção: Enrico Casarosa
Estados Unidos

Não há muito o que dizer. É mais uma das produções da Pixar. Acredita-se que será lançado juntamente com o filme "Valente", longa de animação da produtora que estreia em junho.

Segundo sinopse oficial, "La Luna é a fábula atemporal de um jovem que está envelhecendo nas circunstâncias mais peculiares. Esta noite será a primeira vez que seu pai e seu avô o levam junto ao trabalho. Em um velho barco de madeira, eles partem para o mar e, com nenhuma terra à vista, param e esperam. Uma grande surpresa espera o garoto quando ele descobrir o método de trabalho nada convencional de sua família".




A Morning Stroll (Um passeio matinal)
Direção: Grant Orchand
Estados Unidos

Assim como o candidato da Pixar, sabe-se pouquíssimo sobre a história desse curta produzido pelo Studio AKA. Foi escolhido como melhor curta de animação pelo júri do Festival de Sundance, em 2011.




Wild Life (Vida selvagem)
Direção: Amanda Forbis e Wendy Tilby
Canadá – 13min

O outro candidato do Canadá (dessa vez, do lado inglês), conta a trajetória de um londrino vivendo num rancho em Alberta, no Canadá. O curta chega a parecer uma sobreposição de telas, tamanha perfeição dos traços e movimentos.




É isso. Na próxima semana, tentarei finalizar minha lista de apostas para as 8 principais categorias do Oscar®.


H (animado)

Um comentário:

Jay Andrade disse...

Serei sincera, não estou com pique para ver os curtas agora. Mas eu estacva fazendo uma "retrô" nos meus arquivos e achei um comentário seu, e me dei conta que há muuuuito tempo não passava por aqui. E sei lá, me deu vontade de saber coméquetava.

(: