domingo, 11 de outubro de 2009

Despertar



Uma lágrima deslizou no meu rosto sem querer,
Era a saudade que tinha de crescer, que o tempo fez questão de acabar ,
Agora nas lembranças irão ficar, um tempo que gostava de inventar.

Uma lágrima deslizou no meu rosto sem querer,
Por causa dos amigos que mudaram, mas, deixaram marcas...
Marcas de uma vida compartilhada de alegrias e tristezas

Uma lágrima deslizou no meu rosto sem querer,
Quando olhei minha face no espelho,
Me beijei...

Um sorriso partiu de meus lábios,
Era a emoção que apertava meu coração,
Obrigado a meus amigos por toda a história, por essa memória,
Que nos transformam em homens e mulheres vitoriosos!

3 comentários:

Rakky Curvelo disse...

Tantas lágrimas que deslizam sem saber...

alegria, dor, saudade, amor...

As lágrimas que deslizam são a vida que continua!

Belo texto!

The Owl disse...

Raquelline por aqui e H por lá?

Acho que fui responsável por um "cruzamento" de blogs! Legal! ^^

Aga(menon) disse...

rsrs Pois é, Maristela..

Na verdade, sempre acompanho as resenhas que a Rakky posta no blog dela.. e, justo esse fds ela fez 1 belo texto sobre 1 dos meus filmes favoritos..

Pura coincidencia.. c/ uma força sua, claro! ;]